Voltar para home
"Um projeto onde médicos, fonoaudiólogos, professores, pessoas com dificuldade auditiva e familiares possam trocar informações sobre saúde auditiva."
EMAIL: contato@amigosdaaudicao.com.br
Fonoaudióloga Responde
fale com a fono
Coluna - Lak Lobato

As dúvidas mais comuns sobre próteses e implantes auditivos

17/12/2015

Embora eu seja leiga-interessada e não profissional da área, resolvi reunir as dúvidas mais comuns que costumo responder no meu dia a dia, relativas à aparelhos auditivos de todos os tipos.

 

AASI e Implante Coclear são a mesma coisa?

É comum acharem que o IC é apenas um aparelho auditivo comum super desenvolvido, mas não é bem verdade. O AASI (aparelho de amplificação sonora individual) é exatamente o que o nome diz, um amplificador, que funciona deixando o volume mais alto para quem tem baixa audição e costuma resolver muito a vida de quem só precisava de um som mais alto. Já o IC (implante coclear) cria audição artificial para quem não tem uma audição residual que poderia se beneficiar simplesmente aumentando o volume dos sons do cotidiano.
O som do AASI é um som mais natural, porque é conduzido por via área, apenas amplificando seu volume. Já o som do IC é artificial, pois é uma reprodução tecnológica de uma funcionalidade do corpo. No entanto, existe pessoas muito bem e muito mal adaptadas em ambas as tecnologias.

 

Toda pessoa que se beneficia com AASI poderia se beneficiar com o Implante Coclear?

Somente um profissional da área poderia verificar qual tipo de tecnologia é mais indicada para determinado tipo de perda auditiva. Há pessoas com perda auditiva severa que se beneficiam maravilhosamente com próteses auditivas convencionais. Outros só tem bons resultados com o implante coclear. Portanto, a triagem auditiva é necessária e testar aparelhos auditivos antes de fechar o diagnóstico do IC é fundamental.

 

Quem tem perda unilateral pode se beneficiar de tecnologias auditivas?

Tudo depende das necessidades de cada pessoa e de um processo de reabilitação para adaptar-se com aparelho auditivo.  Por isso, um profissional de audiologia é tão importante desde o momento em que se detecta a perda auditiva de uma das orelhas. Algumas pessoas podem se adaptar ao aparelho convencional. Outras, podem precisar de alguma tecnologia implantável (mais indicado que o IC costuma ser um implante de condução óssea). E outras pessoas podem preferir não utilizar nenhum tipo de prótese auditiva. No entanto, a audição unilateral acarreta perda de qualidade auditiva, tal como dificuldade de ouvir em ambientes ruidosos como sala de aula ou restaurante, dificuldade de localizar a fonte de som, etc. 
Embora não exista um protocolo oficial sobre o implante coclear ser indicado para casos de perda unilateral, existe usuários nessas condições, com os mais diversos resultados.

 

A cirurgia de implante coclear é invasiva?

Não costuma ser. Geralmente, é uma internação de 24 a 48 horas, dependendo do paciente, do médico e do hospital. E, geralmente, tem entre 1 e 5 horas de duração (também dependendo do caso/equipe). É feita com anestesia local e a recuperação leva poucos dias. Os riscos são pequenos e sequelas são raras. Portanto, é considerado uma cirurgia de porte simples, na maioria dos casos.

 

Para quem é implantado em apenas um ouvido, utilizar AASI na outra orelha faz diferença?

Mais uma vez, depende muito do caso. Há pessoas que acham que o AASI é fundamental, pois capta melhor as frequências graves do que o IC. Mas isso depende também do quanto ela consegue ouvir com o AASI. Outras, relatam que não conseguiram continuar usando o AASI, porque o som dele ficava ofuscado pelo som do IC. No entanto, os médicos e fonos costumam insistir que o usuário unilateral continue usando o AASI, para manter o nervo auditivo utilizado.

 

Beijinhos sonoros

Lak Lobato


0 COMENTÁRIO

MANDE O SEU COMENTÁRIO




*Todos os campos são obrigatórios