Voltar para home
"Um projeto onde médicos, fonoaudiólogos, professores, pessoas com dificuldade auditiva e familiares possam trocar informações sobre saúde auditiva."
EMAIL: contato@amigosdaaudicao.com.br
Fonoaudióloga Responde
fale com a fono
Coluna - Lak Lobato

O Aro Magnético

16/10/2015

Semana passada, minha amiga Sônia Ramires, que também escreve um blog sobre deficiência auditiva, compartilhou a maravilhosa notícia de que finalmente chegava ao Brasil, o Aro Magnético.

Há muitos anos que a “Sô” vem lutando para trazer esse recurso de acessibilidade específico para pessoas com deficiência auditiva, que utilizam próteses e implantes auditivos.

E, acredite, não é uma tecnologia nova, em diversos países como Estados Unidos, Inglaterra, França, Argentina, o recurso é amplamente usado em locais públicos, permitindo que um usuário de AASI ou implante aproveite o melhor do som, sem enfrentar a barreira do ruído ambiente.

Como já comentei algumas vezes em textos meus, as próteses e implantes não tem a mesma capacidade do cérebro de conseguir filtrar todos os sons que capta. por isso, muitas vezes é necessário que tenhamos algum sistema de apoio para a transmissão do som, que permita que o usuário receba a voz de alguém em sistema fechado, direto na prótese, eliminando os outros ruídos ambientes e facilitando a compreensão da fala.

Alguns desses sistemas de transmissão de som são pequenos, portáteis e de responsabilidade do usuário: Sistema FM e Roger. Estes dois são compostos por um microfone transmissor e um receptor acoplado ou embutido no próprio aparelho, que faz uma transmissão direta do som do microfone para o aparelho. Já o Aro Magnético é um sistema instalável em ambientes, ideal para se ter num auditório, sala de aula, ou qualquer espaço físico que receba usuários de próteses.

O aro magnético é um amplificador adaptado especialmente para levar seu sinal de saída (amplificada) a um cabo que se instala ao redor do perímetro da sala.

O resultado dessa instalação é que se produz na superfície do espaço um campo magnético que reproduz o sinal audível. Esse sinal é captado pela bobina do aparelho/implante auditivo, quando este é colocado na posição “T” (telebobina).

O uso deste tipo de amplificador permite uma transmissão direta do som ao aparelho auditivo sem os efeitos adversos da distância, do eco ou do ruído ambiente.

Uma boa parte dos aparelhos e implantes possuem a telebobina, que ao ser ativada, capta o som transmitido pelo Aro Magnético.

 

Eu mesma já tive oportunidade de experimentar esse recurso durante meu período de intercâmbio em Londres. Lá, praticamente todos os locais públicos possuem esse recurso disponível. Do aeroporto aos museus, das estações de metrô aos taxis. Para um local público barulhento, qualquer recurso que diminua o ruído ambiente realmente facilita a nossa compreensão.

O primeiro local público no Brasil  a receber o Aro Magnético foi a Câmara dos Deputados.

Para nós, que dependemos de tecnologias auditivas para ouvir, nada melhor que poder contar com outras tecnologias que potencializem a nossa compreensão auditiva.
Torcendo para o Aro Magnético estar disponível em diversos locais do Brasil!
 

Beijinhos sonoros,

Lak


1 COMENTÁRIO

soramires

Pura falta de tempo, só agora leio essa linda postagem da Lak...fiquei emocionada porque aos poucos nossa luta para divulgar e conseguir a instalação do aro magnético vai dando frutos...pequenos frutos que espero ajudem na integração social e cultural do enorme grupo de pessoas que usam próteses auditivas de vários tipos. Obrigada parceira Lakita.


MANDE O SEU COMENTÁRIO




*Todos os campos são obrigatórios