Voltar para home
"Um projeto onde médicos, fonoaudiólogos, professores, pessoas com dificuldade auditiva e familiares possam trocar informações sobre saúde auditiva."
EMAIL: contato@amigosdaaudicao.com.br
Fonoaudióloga Responde
fale com a fono
Coluna - Lak Lobato

Implante Coclear Unilateral ou Bilateral?

25/09/2015

Os profissionais são unânimes em dizer: cada caso é um caso.

Mas, entre os usuários, há um interesse cada vez maior de optarem pelo implante bilateral. Especialmente tratando-se de crianças.

O implante unilateral geralmente já permite plena compreensão da linguagem, uma vez que o cérebro consegue processar informações que chegam por apenas uma das orelhas. Isso já acarreta em uma melhora de qualidade de vida, de interação social. Com apenas um implante, que pode ou não estar acompanhado de um aparelho de amplificação sonora individual (AASI) na outra orelha, é possível alcançar 100% de discriminação da fala, utilizar o telefone e até ouvir música, segundo relatos de usuários.

Então, por que cada vez mais tantas pessoas, incluindo usuários adultos, estão optando pelo implante bilateral?

O que os especialistas garantem é a localização sonora mais precisa. Na maioria dos casos, implantados unilaterais não tem boa localização de sons. Há quem diga que não tem qualquer dificuldade com isso, mas são uma minoria. A maior parte dos usuários unilaterais relata sim, dificuldade de localizar a fonte dos sons.

Outra coisa que geralmente é citada é uma maior facilidade de separar o ruído ambiente da fonte principal de som. Mas, tal qual os ouvintes biológicos, tudo dependerá do volume do ruído ambiente.

Uma terceira "vantagem" é a questão de segurança. Dificilmente um bi-implantado ficará sem audição nenhuma. Seja pela manutenção/quebra de um dos aparelhos. Seja pela bateria que acaba. Um dos lados quase sempre serve de "seguro" para o outro.

Fora isso, usuários relatam que o som vindo de implantes bilaterais costuma ser mais "encorpado", "cheio". Embora muitos usuários de IC + AASI tenham também essa sensação.

Por outro lado, dois implantes significam uma cirurgia mais demorada ou até duas cirurgias separadas. Portanto, o dobro de preocupação nessa hora. Também são dois aparelhos para cuidar, fazer manutenção e reposição de peças.

Nada garante que o resultado de dois implantes, necessariamente, será superior que o resultado que já se tem com um implante apenas.

Vale lembrar que quanto maior o tempo passado de uma cirurgia para outra, maior a chance de demorar ou mesmo não conseguir perceber os sons como uma única fonte, ouvindo com uma espécie de eco. No entanto, há relatos de usuários com intervalos de até 10 anos de uma cirurgia para outra, que disseram não ter tido qualquer dificuldade de "acoplar" os sons.

De acordo com a indicação médica, decidir pelo unilateral ou pelo bilateral é uma escolha de foro individual, que deve ser tomada com calma e considerando-se o histórico do usuário.

Os pais de crianças bi-implantas costumam ser bastante favoráveis ao resultado, mas no que se refere ao implante, continua valendo a frase "cada caso é um caso" e essa decisão deve ser sempre tomada em conjunto com a sua equipe de Implante Coclear.


2 COMENTÁRIOS

Eliane

Eu fiz o bilateral e no primeiro teste com a fono já percebi que foi a melhor coisa que eu podia ter feito.....meu segundo IC me dá muito mais ganho.

LAK LOBATO:
Fico muito feliz por você. Mas, como cada pessoa é unica, cada necessidade é única, cada resultado é único, continua sempre valendo que cada caso é um caso. Também acho que, pra mim, o bilateral foi a melhor coisa que me aconteceu hehehe Beijinhos sonoros


Dulcinéia Stuepp

Tenho um irmão ele ja esta com 43 anos ele não escuta absolutamente nada. Tem um jeito de ele ouvir? Ou a idade dele ja seria complicado, mesmo porque ele é uma especial,tem outros problemas de saúde.


MANDE O SEU COMENTÁRIO




*Todos os campos são obrigatórios