Voltar para home
"Um projeto onde médicos, fonoaudiólogos, professores, pessoas com dificuldade auditiva e familiares possam trocar informações sobre saúde auditiva."
EMAIL: contato@amigosdaaudicao.com.br
Fonoaudióloga Responde
fale com a fono
Coluna - Harry Thomas

A Surdolimpíada

22/07/2016

Atleta da categoria Deficiente Auditivo, o recordista mundial dos surdos o francês Taieb Tounsi está pronto para as Paraolimpíadas do Rio 2016. Ops, "barriga" jornalistica? Sim, seria uma tamanha. Para quem não sabe, jornalistas dão a famosa "barriga" quando publicam informações erradas. Decerto que nenhum deficiente auditivo, ou surdo como queiram, virá competir no Rio de Janeiro por essa categoria.

O motivo é como costumo dizer: nós, deficientes auditivos, somos os excluídos dos excluídos nos esportes olímpicos e paraolímpicos em termos de jogos.

Pois bem, porque cargas dágua os deficientes visuais competem nas Paraolimpíadas e nós não?

Como corredor, posso afirmar que a surdez afeta diretamente de modo mais abrangente em não escutar o tiro, a buzina ou até o canhão como o usado na Maratona de Nova York que dá o "start" à Rainha das Maratonas e às demais corridas.

A questão é que nós deficientes auditivos temos uma "Surdolimpíada", organizada pelo The International Committee of Sports for the Deaf (ICSD) e homologada pelo Comitê Olimpico Internacional (COI), a Deaflympics (www.deaflympics.com) disputada a cada quatros anos. A próxima edição acontece na cidade de Samsun, na Turquia, no ano que vem, mais precisamente de 18 de julho a 30 de julho.

No meu caso específico, tinha, anos atrás, o índice exigido de 3h15 para o esporte que pratico, as maratonas, que são corridas de 42.195 metros.

Hoje não sei se é sonho ou utopia conquistar novamente o índice. Difícil, mas talvez não impossível, o sonho de alinhar na largada em Samsum 2017...

E você já pensou na possibilidade ser um atleta Deaflympic nas mais variadas modalidades disputadas?


0 COMENTÁRIO

MANDE O SEU COMENTÁRIO




*Todos os campos são obrigatórios