Voltar para home
"Um projeto onde médicos, fonoaudiólogos, professores, pessoas com dificuldade auditiva e familiares possam trocar informações sobre saúde auditiva."
EMAIL: contato@amigosdaaudicao.com.br
Fonoaudióloga Responde
fale com a fono
Coluna - Diéfani Piovezan

Legendas para quem não ouve mas se emociona

08/08/2016

Recentemente foi reacendido o debate sobre a falta de filmes legendados nos cinemas. Tudo começou quando uma surda oralizada, Danielle Kraus Machado, quis assistir ao filme “Procurando Dory” e não conseguiu encontrar nenhuma sessão com legendas disponíveis. Ao se deparar com a impossibilidade de assistir a um filme dublado, Danielle procurou o gerente daquele cinema em questão e ele disse “Vá atrás de seus direitos, porque quem decide é a distribuidora”.

Danielle postou em seu perfil do Facebook:

Hoje fui no Continente Shopping - São José, onde o cinema é da empresa Cinépolis.

Queria assistir A Era do Gelo ou Procurando Dory. Porém tenho perda auditiva bilateral moderada, e mesmo com aparelhos auditivos preciso de legenda.  Só que não tinha.

Depois de esperar um tempão pelo gerente, ele vem e só fica falando "Você que procure seus direitos então, eu não posso fazer nada, quem decide se é legendado ou dublado é a distribuidora."

Ok, ele não pode fazer nada, mas eu posso.”

E assim Danielle iniciou um protesto com cartazes em frente ao cinema que diziam “Este cinema não respeita surdos, legenda pra quem não ouve é lei, pessoas com deficiência existem, lei 13.146 acessibilidade é um direito, mais legenda menos exclusão, e se fosse com você?, quero assistir A Era do Gelo e Procurando Dory, cadê a legenda? surdos existem”.

A luta é antiga e existe até mesmo a Campanha Nacional “Legenda Para Quem Não Ouve Mas se Emociona”, mas o fato é que mesmo com a campanha e luta, está cada dia mais raro e difícil encontrar filmes legendados.

As desculpas para os filmes serem dublados são as mais variadas “A classe C tem maior poder de consumo e a maior demanda é deles e preferem dublado”, “animações são dubladas porque crianças não sabem ler”. E quando pedimos legendas ouvimos absurdos como “vá ver outro filme”, “procure em outro cinema”, “espere para assistir em casa”.

A questão é que no Brasil há por volta de 12 milhões de pessoas com algum grau de perda auditiva e essas 12 milhões se tornam reféns de um sistema, precisando apelar para as leis que as amparam, precisando brigar e lutar pelo que deveria ser seu por direito. Vejam bem, nos últimos anos a procura por filmes dublados aumentou mas ao invés de equilibrarem, muitas empresas de cinema começaram a simplesmente excluir sessões legendadas de suas grades.

A desculpa de que criança não sabe ler, para mim chega a soar como uma afronta a educação, pois eu conheço centenas de crianças surdas que dependem da legenda para assistir filmes e as idades são variadas, conheço um pequeno de 5 anos que sabe ler e vê filmes legendados.

Se há sessões depois das 23:00 hrs, que geralmente tem no máximo 20 pessoas, porque encontram tanta resistência em exibir ao menos uma ou duas sessões legendadas de todos os filmes para agradar a todos os gostos? Acho que isso potencializaria os lucros mas enfim, não estou aqui para falar disso.

Nos Estados Unidos, antes de realizar o implante coclear, eu assistia sessões com closed caption que talvez seria um sistema que pudesse ser implementado pelos cinemas daqui. Os cinemas possuem alguns aparelhos específicos e quando um cliente pede por closed caption, ele utiliza aquele aparelho para acompanhar a sessão. Pode ser apenas um visor acoplado ao assento ou um óculos especial, eu fiz uso do visor acoplado ao assento e amei.

Então fica a dica para as empresas de cinemas e para os surdos do Brasil que já estavam participando da campanha e outros que agora estão aderindo e lutando com a Danielle, talvez sessões com closed caption para todos os filmes seria uma boa e seria um preço fixo e de relativa baixa manutenção para os cinemas.

O fato é que assim todo todos, surdos também gostam da emoção de poder ir ao cinema e ver um filme em uma tela gigante e talvez não seja possível compreender os sons ou nem ouvir nada mas é possível sentir a vibração do som nas cenas de ação, coisas que não são possíveis de reproduzir em casa

 

Beijos a todos


0 COMENTÁRIO

MANDE O SEU COMENTÁRIO




*Todos os campos são obrigatórios