Voltar para home
"Um projeto onde médicos, fonoaudiólogos, professores, pessoas com dificuldade auditiva e familiares possam trocar informações sobre saúde auditiva."
EMAIL: contato@amigosdaaudicao.com.br
Fonoaudióloga Responde
fale com a fono
Coluna - Diéfani Piovezan

Implante de Condução Óssea Ativa

18/05/2016

Hoje em dia a tecnologia caminha de forma bastante rápida. Embora implantes cocleares sejam bastante conhecidos e talvez seja o mais conhecido tipo de implante, muitas pessoas me procuram querendo saber se existe uma solução para o caso delas, pois, “a perda não é profunda”, “a perda é unilateral” ou “não é perda sensorioneural”.

Para esses casos, há um implante que atende pessoas com  perdas condutivas ou mistas, quando o som não passa corretamente da orelha externa e média para a orelha interna devido  a vários motivos que vão desde infecções de ouvido até mal formações. É indicado o  Implante de Condução Óssea.

Este tipo de implante transmite ondas sonoras do osso direto para a cóclea no ouvido interno. Consiste de dois componentes: um processador de áudio externo e um implante que é posicionado cirurgicamente embaixo da pele, diretamente no osso temporal atrás da orelha. O processador é ligado ao implante por imã e assim como no Implante Coclear pode ser usado por baixo do cabelo e passar despercebido.


Eis como o implante funciona:

1 – O processador coleta ondas sonoras através de microfones integrados.

2 – O processador de áudio converte as ondas sonoras para impulsos elétricos

3 – Os impulsos elétricos são transmitidos através da pele para o implante

4 – O implante converte os impulsos em vibrações mecânicas, que por sua vez são transmitidas para o crânio

5 – O osso do seu crânio conduz as vibrações para a orelha interna

6 – A orelha interna processa as vibrações mecânicas de forma natural, transmitindo informações acústicas para o cérebro.

Pessoas com perda auditiva condutiva, mista e portadores de surdez profunda unilateral que não  possuem um bom desempenho  com aparelhos auditivos, são candidatas ao implante de condução óssea. No entanto, ao contrário do IC que quanto mais cedo  melhor, para realizar o implante de condução óssea  é necessário ter 5 anos ou mais de idade e o nervo auditivo e cóclea precisam estar íntegros . 


0 COMENTÁRIO

MANDE O SEU COMENTÁRIO




*Todos os campos são obrigatórios